Quando estamos começando uma empresa ou a fornecer um serviço, definir quem serão nossos clientes pode ser um passo complicado. Isso porque é para esse público que você vai direcionar todo seu negócio, suas estratégias e até mesmo abordagem.

Por isso, muitos profissionais já começam antes mesmo de saber  com quem está falando, mas este é um erro muito grande. Se você é um destes profissionais, o artigo de hoje vai lhe ajudar muito!

Por que preciso definir meu cliente?

Antes de você definir seu público, é importante refletir: quem você quer e pode ajudar? Qual é a pessoa que vai receber seu suporte? É importante focar nessa ideia para não chegar ao ponto de tentar vender para as pessoas erradas. Afinal, não adianta ter um ótimo produto ou serviço se o público final não se interessa por ele.

Definir e pensar sobre o cliente ideal para seu negócio é o primeiro passo para melhorar seu marketing. Isso porque tudo que será feito a partir de então será redirecionado a este público: desde a foto escolhida em uma campanha até onde ela será veiculada.

Quando você se preocupa em definir quem quer atingir, evita alcançar pessoas que não pagariam pelo seu serviço, que dificultam seu trabalho e até mesmo não valorizam o que você está oferecendo.

Por outro lado, quando você sabe quem é essa pessoa, você molda seu produto ou serviço para o que o cliente quer. E não adianta evitar falar sobre o que realmente acredita porque acha que a ideia não será bem recebida. O importante é focar no público, sabendo o que ele deseja.

Para isso, você precisa entender bem qual é o problema que pode resolver. Ou seja: o que seus conhecimentos vão ajudar outra pessoa? Qual é a lacuna que você quer preencher? E principalmente: você está apto para resolver essas questões?

Como descobrir o seu cliente ideal?

Para descobrir quem é seu cliente ideal, você pode escolher 5 clientes da sua empresa com os quais você costuma fechar mais negócios. Com eles, colete algumas informações pessoais, como gênero, idade, renda, onde mora, etc. Aproveite para avaliar como é o consumo dele: quanto compra, o que compra, de quanto em quanto tempo compra, forma de pagamento, entre outras informações importantes.

Também é interessante colocar nesse perfil os problemas que eles têm e você pode resolver. Aproveite e pergunte: o que você mais gosta em minha empresa e meus serviços? Com as respostas prontas, cruze as informações e conseguirá uma base do seu cliente ideal.

O importante de fazer essa pesquisa é que, além de poder melhorar seus serviços, você irá entender onde pode aperfeiçoar. Muitas vezes nem os clientes percebem que precisam de algum serviço a mais, que você pode oferecer.

Com esse público definido, agora é hora de aplicar o feedback na prática. Comece revisando tudo que você oferece. Quais problemas você está apto para resolver, mas ainda não oferece?

Lançar-se no mercado pode parecer complicado, mas tudo é questão de pensar no seu negócio como uma solução de problemas. Por isso, pense em que você precisaria se estivesse no lugar do cliente. O que te faria escolher o serviço oferecido ao invés de outro? Responda a si mesmo e coloque suas ideias em prática. Boa sorte!


Elaine Maria Costa
Elaine Maria Costa

Elaine Maria Costa é Especialista em Vendas Online, Empresária, Coach Executiva e de Negócios, Educadora Financeira, Administradora, escritora, blogueira a quase 10 anos na área de vida simples, com 18 anos de experiência em grandes empresas nas áreas de gestão de pessoas e processos.

Deixe o seu comentário

Leave a Reply

Your email address will not be published.